Últimas Notícias
21/10/2015
Sindicato do RS defende radialistas da RBS e promove ações em Lageado
No último dia 14, a direção do Sindicato dos Radialistas do Rio Grande do Sul realizou protesto em frente às emissoras do Grupo RBS em Porto Alegre denunciando que as demissões de cerca de 200 profissionais são produto de má gestão. Envolvida em escândalo de sonegação de impostos denunciado pela Operação Zelotes da Polícia Federal, a RBS administra os jornais Zero Hora, Diário Gaúcho, Pioneiro, Diário de Santa Maria, Diário Catarinense, Hora de Santa Catarina, A Notícia, Jornal de Santa Catarina, as TVs RBS e TVCom, as rádios Gaúcha, Atlântida, Itapema FM, Farroupilha, CBN Porto Alegre 1340 AM, CBN Diário 740 AM, Rural AM 1120, a E.Bricks Digital (que finacia empresas "inovadoras" no setor de mídia e tecnologia), a Click RBS, a RBS Publicaç&ot ilde;es, a Vialog, a Gráfica UMA, a Engage Eventos, além dos portais automotivos PoaCarros, BluCarros, ItajaíCarros, RiodoSulCarros, FloripaCarros e JoinvilleCarros. No entanto, o Grupo vem se declarando “em crise”.

O presidente do sindicato, Antônio Edisson Peres (Caverna) declarou à assessoria da Fitert que “a RBS, para nós a Rede de Baixos Salários, está passando por várias turbulências. Além de estar envolvida no escândalo da Zelotes, agora começa a demitir trabalhadores. Já temos quase 200 radialistas demitidos, tudo isso por uma gestão incompetente. Há vários rumores que o atual presidente pode pedir renúncia a qualquer momento. Os trabalhadores estão querendo muito que isso aconteça, para o melhor andamento dos trabalhos, já que fica difícil trabalhar pensando na demissão. Ainda mais agora pela conjuntura adversa que passa o país”.

Além de Caverna, estiveram presentes ao ato os dirigentes sindicais Silvonei Benfica, Ricardo Malheiros, Elto Basei, Karl Bulhões, Hélio Moura e os funcionários Ilso, Ione e Gabriel.

Combate aos penetras – O sindicato também conseguiu retirar do ar no programa Sala de Redação, da Rádio Gaúcha, o ex-presidente Sport Clube Internacional de Porto Alegre, Fernando Carvalho. Embora não seja radialista, o cartola vinha atuando como apresentador, em confronto com a Lei 6.615/1978.

Também já foram denunciados a empresária do ramo de decorações Carmen Flores, que apresentava ilegalmente programa na TV Bandeirantes Porto Alegre (Band RS), o ex-governador Germano Rigotto (que atuava ilegalmente nas rádios Band AM e FM), a jornalista Rosane Oliveira e o ator Zé Vitor Castiel.

Segundo informa a entidade, a polícia civil tem feito diligências para tirar do ar quem atua ilegalmente e essas pessoas têm sido encaminhadas a realizar cursos com carga horária mínima de 800 horas em instituições reconhecidas pelo sindicato.

Ação na base – Na sexta-feira (16), dirigentes do sindicato acompanharam a cerimônia de formatura dos alunos do Curso de Radialista no município de Lajeado (a 120 quilômetros da capital gaúcha, na região central do Rio Grande). O curso foi promovido pela Univates em convênio com a entidade.

Durante a visita à cidade, os sindicalistas estiveram dialogando com os trabalhadores da Rádio Encanto FM.

No dia 17, o sindicato esteve representado no 1º Encontro Estadual de Comunicação Pública, organizado pelos funcionários da Fundação Piratini.


Fonte: Com informações do Sindicato dos Radialistas de RS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
« voltar 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 avançar »


SEDE - Brasília DF
SCS QD. 06 Bloco A, Nº 141, Edifício Presidente sala 206/208 - CEP: 70.327-900 - Asa Sul, Brasília/DF
Telefone:(61) 3963-1065