Últimas Notícias
19/02/2016
CUT: Trabalhadores conseguem adiar novamente votação do PLS 555
Da CUT Paraná

Está por 11 votos a derrubada do PLS 555, que pretende abrir caminho para a privatização de todas as empresas públicas, desde as federais até as municipais. É preciso 41 votos para impedir a aprovação da proposta. Até o momento, aqueles que se opõem à privatização somam 30 votos. Esse número de senadores, afirmam apoio a um projeto substitutivo do senador Roberto Requião (PMDB-PR). Por causa disso, a votação prevista para ontem, 16 de fevereiro, foi adiada por tempo indeterminado, mas o PLS 555 continua na pauta em caráter de urgência.
 
O substitutivo altera 20 pontos considerados “críticos”, como a proposta original de transformar as estatais em sociedades anônimas a partir da simples aprovação dos conselhos de administração de cada empresa. O PLS 555 é de autoria de uma comissão mista composta por apenas cinco parlamentares, todos do PSDB e do Solidariedade. Opõem-se a ele senadores do PT, do PCdoB, PSOL, parte do PDT e do PMDB, segundo informações do Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar).
 
Luta continua 
A mobilização contra o PLS 555 começou no segundo semestre do ano passado. Ganhou alcance nacional com ampla repercussão, mas deverá ser ainda mais intensificada. Os diretores do Sindicato dos Bancários de Curitiba e região Ana Paula Busato e Genesio Cardoso têm participado ativamente das comitivas a Brasília. "Nesta terça (17), vencemos mais um dia de resistência. Porém, a luta continua e deveremos estar no Senado novamente na próxima terça (23), quando está previsto que o projeto volte à paura. Resistiremos até derrotar esse intento nefasto contra o patrimônio do povo brasileiro!", conclui Genesio Cardoso.
 
Uma luta de todos
Os trabalhadores podem enviar mensagem aos senadores, protestando contra o PLS 555 e e o grande impacto negativo que produzirá na sociedade brasileira caso aprovado. O Brasil possui, somente no âmbito federal, 140 estatais que empregam quase 540 mil trabalhadores e têm seus ativos totais avaliados em R$ 4,5 trilhões. O patrimônio líquido é de R$ 611,7 milhões (dados do Ministério do Planejamento, dezembro de 2014).
 


Fonte: Da CUT Paraná
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
« voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 avançar »


SEDE - Brasília DF
SCS QD. 06 Bloco A, Nº 141, Edifício Presidente sala 206/208 - CEP: 70.327-900 - Asa Sul, Brasília/DF
Telefone:(61) 3963-1065