Últimas Notícias
25/02/2016
Assembleia propõe adendos na Convenção Coletiva de Trabalho do Sindicato da Bahia
Do Sindicato dos Radialistas da Bahia
 
Na assembleia da aprovação de pauta da Campanha Salarial dos Radialistas 2016, realizada no dia 22 de fevereiro, foi decidido que os trabalhadores pedirão um reajuste salarial baseado no INPC de abril mais 3% de ganho real (o INPC de fevereiro corresponde a 11,52), reajustando todos os outros valores expressos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) pelo percentual acordado ao final das negociações.  O piso salarial pedido é de 1.760,00. Também houve sugestão de mudanças na CCT, como, por exemplo, a extensão do piso às profissões de Técnico Administrativo e Auxiliar Administrativo.
 
No parágrafo referente à demissão por falta grave, fica sugerida a sindicância administrativa. No fornecimento de transporte, a empresa o disponibilizará ao funcionário quando promover atividades entre 22h e 6h da manhã, fornecendo veículos a quem terminar suas atividades até às 22h e a quem trabalhe na Região Metropolitana.
 
Os abonos de faltas serão de cinco dias úteis do falecimento de esposo(a), companheiro(a), filho(a), pais, sogros e irmãos. No parágrafo referente a salário adicional para os demitidos, sem Justa Causa, de 01 de março de 2016 até 30 de junho de 2016, uma indenização adicional paga no ato da homologação, de um piso da categoria, para quem trabalhou de um ano até dois anos na empresa; de um piso e meio da categoria para quem trabalhou de dois até cinco anos e de dois pisos para quem trabalhou acima de cinco anos.
 
As gestantes poderão ter licença maternidade de 180 dias e as empresas que não mantiverem creches em suas dependências  ou convênio, custearão as despesas não só maternais, como também paternais com creches ou escolinhas. O auxílio funeral será dado em caso de falecimento de pai e mãe, além de filhos, esposa(o), companheira(o) ou dependente.
 
A estabilidade do aposentável poderá garantir o emprego de quem estiver a cinco anos de conquistar o direito de aposentadoria e que tenham o mínimo de dez anos de serviço na empresa. Existe a tentativa de adicionar a contratação de um percentual de trabalhadores com necessidades especiais conforme a lei, compondo cotas.
 
Tratando da liberação dos dirigentes sindicais fica assegurado a eles também transporte e vale refeição. Para participação em cursos profissionalizantes ou encontros sindicais, os dirigentes poderão ausentar-se do serviço até 16 dias por ano. A empresa será avisada por escrito com antecedência mínima de dois dias. As ausências não poderão ser simultâneas para mais de um empregado por empresa.
 
Será estabelecida a competência do Ministério do Trabalho e do Ministério Público antes da Justiça do Trabalho, para conhecimento e decisão de causas afins ou falta de cumprimento das cláusulas da CCT.
 
A homologação da CCT fica sob responsabilidade do sindicato laboral e patronal.
 
A cobertura esportiva nos estádios de Salvador também foi discutida e houve a denúncia de que vários trabalhadores sem Registro Profissional estão trabalhando nessa área com o apoio e a contratação das empresas. O sindicato prometeu tomar uma atitude quanto a isso.  


Fonte: Do Sindicato dos Radialistas da Bahia
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
« voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 avançar »


SEDE - Brasília DF
SCS QD. 06 Bloco A, Nº 141, Edifício Presidente sala 206/208 - CEP: 70.327-900 - Asa Sul, Brasília/DF
Telefone:(61) 3963-1065